Fisioterapia

O Fisioterapeuta atua em instituições de saúde públicas e/ou privadas, prestando consultoria a empresas e indústrias e como profissional autônomo. Seu trabalho, que consiste em realizar diagnóstico cinético funcional de órgãos e sistemas do corpo humano, abrange muitas áreas de atuação, como Hospitais, Clubes Esportivos (equipe olímpica, futebol, vôlei, etc.), Centros de Reabilitação, Consultórios, Clínicas (área dermatofuncional, que trata de alterações estéticas), etc. Prescreve e emprega metodologias e técnicas próprias da Fisioterapia e atua em equipes de saúde em qualquer nível de atenção: preventivo, curativo e de reabilitação, bem como desenvolve, participa e aplica pesquisas em prol da saúde, da profissão e da sociedade.

De acordo com a Resolução Coffito número 220, de 23 de maio de 2001, a Quiropraxia é uma especialidade do Fisioterapeuta, pois, sem dúvida, esse é o profissional mais qualificado para praticá-la. Além de o fisioterapeuta possuir conhecimentos próprios necessários para a especialização em Quiropraxia, ele é um profissional inscrito em um conselho de Fiscalização – o Sistema Coffito/ Crefitos – perante o qual responde por práticas indevidas ou mal executadas, diminuindo o risco à saúde da população e garantindo o controle ético, moral e social dos que empregam a Quiropraxia como especialidade. O aprendizado adquirido pelo fisioterapeuta também faz com que ele esteja mais apto para esta prática, já que o curso passa vasto conhecimento músculo-esquelético e fisiológico e o fisioterapeuta domina a biomecânica muito bem, sem contar as inúmeras horas de estágio.